Olá... Sou a Edlaine Fernandes, tenho 18 anos, católica, amo chocolate branco, odeio falsidade, tenho um sonho de viajar o mundo inteiro, faço faculdade de publicidade e propaganda, amo ouvir musica e não posso sair de casa sem ouvir musicas no ultimo volume. Tenho medo de perder aqueles que eu amo, e tenho medo de fazer tudo errado na minha vida. Amo meus amigos e não vivo sem eles. Deus está sempre comigo e nada nada me fará ficar longe dele.
Hoje eu sou aquela que brinca com a vida, e sofre por ela ter tantos altos e baixos, mas é essa a vida que eu mereço, a perfeição virá com o tempo... Tempo... uma palavra que esclarece muitas coisas... esse tempo que faz você esquecer e faz você amar mais e mais... Eu preciso nesse momento de um tempo pra mim, um tempo para aprender a lidar com os desafios... Bom esse é o tempo de aprender, o tempo de errar e consertar, o tempo de se machucar e o tempo de se curar...
Esse é o meu tempo... essa é a minha vida, esses são os meus a certos e os meus erros... essas são as minhas dádivas...
"Ela terminou, terminou porque o amava, ela terminou porque não queria mais ficar triste, ela desistiu de quem amava porque ele já não a fazia feliz. Ele ali acabado, já sabia que não demoraria muito para acontecer, já sofria, sofria em silencio nas noites e madrugadas de tormenta, já não conseguia mais dormir. Ele perde o chão, perde tudo, mas mal sabia ela é que ele que se afastará por que precisava que ela fosse feliz e já sabia ele que já tinha forças para fazer isso por ela, mesmo que ele fizesse tudo. Ela só quer o bem dele, ele só quer ela feliz mesmo que não seja com ela. Ela esta de luto, ele perdeu ela e ela o perdeu. Ela sempre foi o amor da vida dele, ele acreditava ainda que ele fosse o amor da vida dela, ela ficará melhor sem ele. E ele, pois bem, ele já não suporta mais nem ele, a vida tem um inicio e fim, o fim já esta bem perto, talvez uma na outra vida quem sabe eles fiquem juntos, pensava, desejava isso. Ele precisava dela, ela já não precisava mais dele."
- Memorias póstumas / George Miler (via docessentimentos)
"E eu não tenho paciência pra pessoas que não querem ajuda."
- EFernandes
sempreteamarei:

[…] Uma coisa que eu me lembro todas as noites? Das nossas conversas, de como parecia que a gente era feliz, de uma foto de nós dois abraçados, de como o seu sorriso é lindo e contagiante, como eu conseguia ver o mundo inteiro quando estava com você, eu podia voar além dos horizontes e sorrir sem me cansar. Sem que isso não acabou, sei que isso não teve fim, mesmo com a distância que há entre nós, ainda há muitas coisas que eu quero te dizer, uma delas é que EU TE AMO e SEMPRE TE AMAREI e que por mais que eu tente nada vai mudar isso. Muitas vezes tenho vontade de desistir, mas é como se Deus quisesse que continuasse orando e te esperando, ironia do destino, muitas coisas aconteceram, mas você não sai de mim. E eu só tenho a te agradecer por existir e por ter me feito tão feliz. 
                                EFernandes (via SempreTeAmarei)

sempreteamarei:

[…] Uma coisa que eu me lembro todas as noites? Das nossas conversas, de como parecia que a gente era feliz, de uma foto de nós dois abraçados, de como o seu sorriso é lindo e contagiante, como eu conseguia ver o mundo inteiro quando estava com você, eu podia voar além dos horizontes e sorrir sem me cansar. Sem que isso não acabou, sei que isso não teve fim, mesmo com a distância que há entre nós, ainda há muitas coisas que eu quero te dizer, uma delas é que EU TE AMO e SEMPRE TE AMAREI e que por mais que eu tente nada vai mudar isso. Muitas vezes tenho vontade de desistir, mas é como se Deus quisesse que continuasse orando e te esperando, ironia do destino, muitas coisas aconteceram, mas você não sai de mim. E eu só tenho a te agradecer por existir e por ter me feito tão feliz. 

                                EFernandes (via SempreTeAmarei)

Eu: Sabe o palhaço?
Ele: Sei.
Eu: Ele sempre rende boas risadas para todos, mas para mim sempre causou angustia. Eu o comparo com o amor.
"

Eu sinto falta…
Sinto falta daquele domingo ensolarado que você me chamou pra tomar uma água de coco na praia, e eu com vergonha porque não te conhecia direito quase nem olhei nos seus olhos, porém com o passar dos minutos ao seu lado eu percebi que podia confiar em você, porque você era legal. Ficamos conversando durante horas sobre coisas aleatórias, só porque queríamos rir um pouco, ambos haviam saído de um relacionamento e queriam curtir aquela folga.
As horas se passaram e eu tive que ir para casa.
Porém foi uma tortura de deixar e ir embora, queria ficar mais um pouco, mas não podia. O caminho para casa foi muito difícil, pois eu te via em todos os lugares, eu sentia o seu cheiro, eu lembrava do seu sorriso, eu pensava nas coisas que você havia me falado. Só não conseguia entender o porque de tudo isso. E foi nesse momento que eu comecei a sentir falta da sua voz me dizendo que a vida é complicada, que quando achamos que amamos alguém e que vai dá tudo certo acabamos nos enganando.
Porém eu não quero que você seja um engano. Não que eu tenha a ilusão de que um dia ficaremos juntos. Mas eu vou senti a sua falta se um dia você chegar a me dizer que não quer mais a minha amizade ou que cansou de mim.
Apenas porque eu sinto falta do seu cheiro, aquele que eu sinto de longe quando você está ou não presente no local. Sinto falta desse seu sorriso sincero e simpático que alegra as minhas noites. Sinto falta de você dizendo que quer ser meu amigo. Sinto falta da nossa primeira vez juntos. Sinto falta de caminhar ao seu lado e ficar perdida em pensamentos e querer ao mesmo tempo saber o que você estava pensando. Sinto falta de olhar no fundo dos seus olhos e não dizer nada. Sinto falta de você cantando desafinado só para me fazer sorrir. Sinto falta do presente de aniversário mais simples do mundo que você me deu, mas que valeu mais que o presente mais caro que eu ganhei, porque foi sincero. Sinto falta de você me forçando a brincar de pega-pega, na verdade você queria me derrubar no chão e eu não queria deixar. Sinto falta de você me fazendo sorrir sem motivos. Sinto falta das suas brincadeiras sem graça, que me fazem rir até perder o ar. Sinto falta das sms na madrugada perguntando se eu estou acordada. Sinto falta da primeira vez que eu te vi. Sinto falta da ultima vez que falei com você.

E depois de sentir falta de tanta coisa eu não digo que estou apaixonada, te amo ou qualquer coisa parecida com esses sentimentos, não quero mentir, e como você disse, você quer ser meu amigo e eu não quero nada além disso. Apenas sinto falta daquela tarde que passei com você, a tarde que não sai do meu pensamento mesmo que eu queira.

"
- Edlaine Fernandes  (Parte de Minha História)
Agora eu sei que “para sempre” não significa “eternamente”.
T H E M E